Monumento do Marco Inicial de Cruz Alta

Monumento
Endereço
Estr. Rod. Luciano Furian
Cruz Alta, RS

Descrição e informações

O marco da cruz - Benjamin Nott

1698 - Após fundar a Redução de São João Batista, o jesuíta austríaco Anton Sepp Von Rechegg mandou erguer uma grande cruz de madeira, para estabelecer os limites territoriais das Missões da Companhia de Jesus e da Coroa Espanhola na região. O local seria então o Portal Histórico das Missões.

1777 - O Tratado de Santo Ildefonso, assinado entre as Nações Ibéricas, ratifica-se por meio dos campos neutrais. Então, a linha imaginária que dividia Espanha de Portugal e percorria esse território pelos divisores de água, cruzava pela antiga cruz de madeira, tornando-a um marco divisório.

1787- Os primeiros tropeiros trazendo mulas da Argentina cruzaram pela região utilizando a antiga estrada das carretas, feitas pelos índios Guaranis das Reduções Jusuiticas que por ela transportavam erva-mate. O local ficou conhecido como Pouso da Cruz Alta.

1821 - O tropeiro João José de Barros, juntamente com os outros signatários, formalizaram uma petição solicitando ao Governo da Província a fundação do povoado. Em 18 de agosto de 1821 é fundada a Vila do Divino Espírito Santo da Cruz Alta, transferida três anos depois para a atual localização da cidade.

Lenda da Formação de Cruz Alta:

No longínquo ano de 1663, os missionários que atuavam nesta região resolveram fundar várias fazendas de criação de gado, ovelhas, cabras e cavalos. João Rodrigues, administrador da Fazenda Conceição, morava na localidade com sua filha Jacy, órfão de mãe. Um belo dia, passeando com sua filha Jacy pelos campos, João Rodrigues embrenhou-se pelo mato, deixando-a sozinha a beira do caminho. Ao retornar, encontra a filha ao lado do terrível AÓ, animal feroz que habitava a região. Receoso de ferir sua única filha o homem guarda sua pistola, mas é tão grande sua emoção que cai fulminado, deixando a pequena ao lado do feroz animal. Anoitece e Jacy sente fome e eis que a fera temida oferece as mamas para a assustada filha de João Rodrigues. No outro dia bem cedo, vem o socorro da estância e atônitos os empregados se deparam com Jacy ao lado da fera. Milagre de Jesus afirmam todos, e no local erguem uma enorme cruz de madeira. A notícia do milagre se espalhou pela região e veio gente de longe para conhecer o lugar. Mais tarde ergue-se uma capela, e logo depois ali se formou o povoado. Em virtude da Cruz ali existente, passou a ser chamada de "Povo da Igreja da Cruz Alta".

Escreva seu comentário

Para enviar a sua avaliação você deve estar logado.